Congo de Ouro

Capoeira e Percussão Romário Itacaré

Tenha em Mente que a percussão é uma das mais antigas formas de comunicação entre nós e nossos ancestrais
Aprenda RSS feed e encontre você mesmo! Prof Romário

Posts Tagged ‘Roxinho’

Edielson da Silva Miranda, conhecido como Mestre Roxinho, nasceu em 1969 na Ilha de Veracruz, Bahia. Depois de alguns anos mudou-se para Salvador e foi iniciado no mundo da Capoeira Angola em 1979 na Academia de Capoeira Angola 1º de Maio com Mestre Virgilio.

Em 2002, Mestre Virgílio lhe deu o título de Mestre. Em 2006, Mestre Roxinho imigrou para a Austrália e fundou sua escola, a Escola de Capoeira Angola Mato Rasteiro (ECAMAR), em Sidney e tornou-se o primeiro Mestre de Capoeira Angola da Bahia a estabelecer uma escola de Capoeira Angola na Austrália.

Mestre Roxinho é também o fundador do “Projeto Bantu”; um programa que foi criado em 1998 no Brasil sob o nome de “Projeto Ere-Menino vem Gingar”. O Projeto Bantu usa a Capoeira Angola como uma ferramenta para engajar jovens marginalizados e, como resultado, gerar resultados sociais positivos. O programa agora é executado na Austrália e na região da Ásia-Pacífico.

Chegada do Mestre Roxinho em Lins

A Ecamar – Escola de  Capoeira Angola Mato Rasteiro  fundada em 21 de abril de 1999, em salvador – Bahia ,  por Edielson da Silva Miranda (Mestre Roxinho) com  objetivo de resgatar e preservar a Capoeira Angola , no intuito de dar continuidade  ao processo histórico e cultural da  nossa cultura Afro.

 

A primeira sede foi fundada no Bairro de Baixa de Quintas (periferia de Salvador) hoje sob responsabilidade do (treinel Fumo) , após alguns meses se expande  chegando na cidade de Caculé (interior da Bahia) desenvolvendo atividades com crianças e adolescentes no período de 1 ano ,e  já  realizando   seu primeiro grande evento o I Simpósio de Capoeira Angola  “Memória em movimento” (SINCAP) e  encerrando suas atividades nesta cidade.

 

Em 2000 o   Mestre Roxinho chega na  cidade de Lins/SP , dando  início,  a um trabalho com jovens  que aprende na ECAMAR   além do jogo e da filosofia da Capoeira Angola os alunos aprendem a fabricar e tocar instrumentos tais como  Berimbau ,Caxixi , e  reco-reco e também  a cultivar  a madeira beriba (árvore)

 

utilizada na fabricação do Berimbau oriunda da Mata Atlântica Brasileira). Formando  assim  uma orquestra de berimbau, onde a Ecamar descobre novos talentos no toque do berimbau com o mesmo espírito  do  saudoso Mestre Valdemar da Paixão grande tocador de Berimbau .

 

Com a necessidade de difundir está maravilhosa arte inaugura-se em Araçatuba, no ano de  2002, mais um núcleo da Ecamar, levando para esta cidade que nos acolheu com muito carinho um legado histórico e cultural  da tradição da Capoeira Angola,  ainda nesse mesmo ano  a ECAMAR  leva para a Europa os fundamentos da Capoeira Angola, expandindo o trabalho nas cidades de Catalunya e Palafujã com núcleos da Ecamar sob a responsabilidade do (treinel Bocca).

 

Ciente do significado da palavra viva na Capoeira Angola transmissão oral, espiritual e física do Axé, contido no saber popular, a Ecamar realiza o II SINCAP com a participação de grandes Mestres como; Virgílio, Pé de chumbo, Lua-de-Bobó, Pelé da Bomba, Zé do Lenço, Pedra, e outros na cidade de Lins – SP.

Entrevista com Mestre Roxinho

No ano de 2003, a Ecamar cria o 1º  Encontro de Capoeira Angola “Saudoso Mestre Espinho Remoso” (SMER) no intuito de homenagear um dos grandes Mestres de Capoeira Angola da Bahia realizado também na cidade de Lins onde na oportunidade o Mestre Virgilio,  filho do Mestre Espinho Remoso recebeu  uma  comenda e brasão de armas  COMO hospede OFICIAL do Município.  no ano de 2004, o 2º  encontro aconteceu  em Salvador/BA, em homenagem aos 50 anos de Capoeira Angola do Mestre Virgilío ,  tal encontro demonstra a consciência que o Mestre Roxinho e seus discípulos tem na importância e  preservação dos valores e filosofia da Capoeira Angola bem como a memória e os ensinamentos dos nossos ancestrais africanos oriundos da África, Continente Negro, local geográfico que há alguns anos abriga sociedades  línguas e culturas muito variadas, nascendo portando uma realidade homogênea como se costuma pensar.

 

Alguns povos africanos originários de Angola, Congo, Moçambique, Nigéria, antigo Domé e de outras partes do continente africanos outros formaram quilombos e criaram a capoeira mandinga de um povo com ânsia de liberdade.

Jogo de Capoeira Mestre Roxinho e Mestre Cobra Mansa

Também em Araçatuba, a Ecamar fundou o Núcleo de Estudo , Pesquisa e Prática de Capoeira Angola (NESPPCAN), espaço cultural com aulas gratuitas e grupos de estudos interessados em conhecimentos sobre a história e cultura Afro e a  diáspora do povo negro, surgui  então o Projeto Bantu trabalho a ser desenvolvido com crianças e adolescentes, de escolas públicas e particulares, formando parcerias para o desenvolvimento e acesso  a cultura afro-brasileiro hoje o projeto Bantu já é uma grande realidade  onde já  temos em média 160 crianças atendida o projeto Bantu esta sendo desenvolvido na cidade de Lins-SP no Bairro São João periferia da cidade sob a responsabilidade do (Buiu ) nascido e criado neste Bairro , e na casa da criaça um projeto que atendi meninas de 4 a 16 anos de família de baixa renda sob a responsabilidade da (Dani) e no Bairro Rebouças junto a paróquia cristo redentor outra periferia da cidade sob responsabilidade do (treinel  Herman) e na cidade de Araçatuba-SP na creche Santa Clara de Assis onde atendemos em média 50 crianças de 4 a 12 anos sob a responsabilidade do (Anselmo) e também na cidade de Birigui nos Ipis, entidade que atendi crianças e adolescentes de baixa renda  da cidade sob a responsabilidade do (Anselmo) e no ano de 2005 a ECAMAR inaugurou  mais um núcleo na cidade de Rio Claro-SP  todos sob coordenação geral do Mestre Roxinho.

O Mestre Fala Sobre a presença e o respeito da Mulher na Capoeira

O Mestre Fala sobre a Conferencia afro Brasileira na Autralia