Congo de Ouro

Capoeira e Percussão Romário Itacaré

Tenha em Mente que a percussão é uma das mais antigas formas de comunicação entre nós e nossos ancestrais
Aprenda RSS feed e encontre você mesmo! Prof Romário

 

MESTRE RENÊ – RENÊ BITENCOURT DOS SANTOS

Mestre Renê Bitencourt. Discípulo do saudoso Mestre Paulo dos Anjos, herdeiro da linhagem de Canjiquinha e Aberrê, Renê destacou-se como um dos protagonistas na articulação política da capoeira angola nas décadas de 80 e 90, ajudando a conceber e organizar os históricos Encontros Mestre Paulo dos Anjos, em Mar Grande, Itaparica, além do movimento Capoeira Solidária, em Salvador.

A Associação de Capoeira Angola Navio Negreiro (ACANNE) foi fundada em 11 de Março de 1986, na Fazenda Grande do Retiro. Após alguns anos de funcionamento na Empresa Gráfica da Bahia, o grupo mobilizou-se e construiu uma sede própria no mesmo bairro. Por volta de 2000, a sede do grupo transferiu-se para o Largo Dois de Julho, no centro da cidade, mantendo um núcleo na Fazenda Grande, além de Poços de Caldas (MG), Olinda (PE), Porto Alegre, Erexim e Passo Fundo (RS); Equador, Trinidad Tobago, Estados Unidos, Ucrânia e França.
Trecho Entrevista do Mestre Rene

Coordenado pelo Mestre Renê Bitencourt, discípulo do saudoso mestre Paulo dos Anjos, o grupo sempre caracterizou-se por manter atividades sociais e comunitárias. Como um dos principais herdeiros do Mestre Paulo dos Anjos, preserva a memória de uma linhagem que remete aos Mestres Canjiquinha e Aberrê.Vivíamos um momento inédito, de discutir e organizar os capoeiristas angoleiros de forma legal, perante os órgãos públicos. Além disso, depois de cada reunião havia uma roda, momento único de troca em que podíamos beber da fonte de sabedoria que são os antigos mestres”, conta Mestre Renê. Nascido em Teodoro Sampaio, Renê Bittencourt foi iniciado na capoeiragem por Mestre Canjiquinha, e dirige atualmente a ACANNE – Associação de Capoeira Angola Navio Negreiro,Consciente da importância da capoeira para a população do Rio Grande Do Sul, bem como para a comunidade de Porto Alegre, eu, mestre Rene, como guardião da memória ancestral da capoeira angola e por comungar da luta dos grupos que dera início a esse trabalho, formando uma diversidade capoeirística, venho como esses, somar o trabalho, dispondo da identidade da ACANNE, cuja herança ancestral adquirida dos mestres: Canjiquinha, Aberrê e Paulo Dos Anjos, que alicerça o jeito de ser, através do centro cultural mestre Rene Bitencourt, que tem como objetivo, promover atividades culturais, isto porque: Quando a capoeira não perde raiz ela introjeta lições, faz mestres e deixa legado.A ACANNE foi fundada em 1986, na Fazenda Grande do Retiro, em Salvador, pelo Mestre Rene Bitencourt

A Acanne foi responsável pela criação de uma coluna semanal de capoeira no jornal A Tarde, entre 1987 e 1993, que divulgava eventos da capoeiragem de toda a cidade. Em 1987, liderou o processo de criação da ABCA – Associação Brasileira de Capoeira Angola, e a partir da década de 90 organizou os lendários Encontros dos Guardiões da Capoeira Angola da Bahia, reunindo a velha-guarda dessa rica manifestação cultural afro-brasileira. Por volta de 2000 o grupo mudou-se para a atual sede no Largo 2 de Julho, mantendo uma base na Fazenda Grande, onde realiza atividades de arte-educação com crianças e adolescentes. A Acanne também mantém núcleos em Porto Alegre, Erexim e Passo Fundo (RS); Poços de Caldas (MG); Tunapuna (Trinidad e Tobago); Phoenix (EUA) e Paris (França). Em Salvador, o grupo realiza anualmente dois eventos principais. O Pra Contar Certo Tem Que Ver de Perto é um ciclo de vivências, palestras e oficinas que acontecem no mês de Julho visando trazer capoeiristas de todo o mundo pra conhecer os mestres antigos em seu ambiente cultural, incentivando a permanência destes na Bahia. Já O Sabor do Saber Ancestral, nascido a partir de uma feijoada de obrigação religiosa realizada em Novembro, põe em pauta a ancestralidade e os valores civilizatórios africanos presentes na capoeira angola.
( Texto extraído de pesquisas na internet)

Nos dias de hoje a ACANNE do Mestre Rene, continua a perpetuar e a divulgar a ancestralidade, promovendo rituais de ajeum no formato original, com danças e rituais folclóricos , preservando as raízes das tradições. Pessoa humilde e incansável preservador e multiplicador da Capoeira Angola, a todos surpreende pela forma singela e pela gratidão que expressa a cada  cumprimento e a cada gesto de cordialidade. Ao Mestre o meu grande respeito e gratidão por tudo que Faz pela Capoeira e pela preservação da nossa Cultura Afrodescendente.

(Romario Itacaré)

 

You can leave a response, or trackback from your own site.

Deixar Mensagem

You must be Logar Para Comentar.