Congo de Ouro

Capoeira e Percussão Romário Itacaré

Tenha em Mente que a percussão é uma das mais antigas formas de comunicação entre nós e nossos ancestrais
Aprenda RSS feed e encontre você mesmo! Prof Romário

Conheça o Mestre João Grande

João Grande

João Oliveira dos Santos (Itagi, Bahia, 15 de janeiro de 1933) mais conhecido como Mestre João Grande, é um Mestre de capoeira contribuiu nacionalmente e internacionalmente no estilo angola. Foi aluno do pai da angola Mestre Pastinha, e possui uma academia em Nova Iorque.

Mestre João Grande nasceu em 15 janeiro de 1933, na pequena cidade de Itagi, no sul do estado da Bahia, entre Ilhéus e Itabuna. Itagi é tão pequeno que ele não aparece nos mapas da região. Como um jovem que não tinha tempo para a escola ou até mesmo jogar, e ele trabalhou ao lado de sua família nos campos. No entanto, durante o trabalho, ele foi capaz de se envolver em seu passatempo favorito, o estudo da natureza. Ele era fascinado pela forma como o vento move as árvores, as ondas no oceano, e em particular os movimentos dos animais, como a greve da cobra e do vôo do pássaro. Esta foi a influencia grande na sua prática e filosofia da Capoeira.
em Campo perto Itabuna

Com 10 anos ele viu “corta capim” pela primeira vez. Este é um movimento realizado por agachando-se, estendendo uma perna na frente e balançando-o em torno de um círculo, pulando sobre ele com a outra perna. Fascinado, ele perguntou o que foi chamado e foi dito que era “a dança do Nagos” – uma dança dos afro-descendentes na cidade de Salvador. O Yoruba do sudoeste da Nigéria teve uma grande influência cultural em Salvador, que foi considerda Roma Negra do Brasil. Mas a dança era, na verdade, de Central Africano origem- era Capoeira. João não aprendeu o nome correto do movimento até que muitos anos mais tarde, mas mudou sua vida para sempre. Com a idade de dez anos, ele saiu de casa em busca de “A Dança do Nagos”.
Pintura de Carybé Painting por Carybé

O jovem João lentamente fez seu caminho para o norte a pé, trabalhando como ele foi, e sobrevivendo como trabalhador migrante nas plantações da Bahia. Ele ficaria com famílias de outros trabalhadores agrícolas, passando de uma fazenda para outra. Finalmente, ele chegou à Salvador, o berço da Capoeira como nós o conhecemos, depois de 10 anos de viagens. Ele viu Capoeira, pela primeira vez em um lugar com o nome poético “Roça do Lobo” (Clearing of the Wolf). Não foi uma roda rua média viu naquele dia, mas uma reunião de personalidades importantes da Capoeira, como Menino Gordo, João Pequeno, que estava lá com seu primeiro professor de Capoeira, Mestre Barbosa, bem como o grande mágico capoeira Cobrinha Verde (Little Green Snake), um dos jogadores mais habilidos os do que era. João Grande e João Pequeno

Um encantado João perguntou Mestre Barbosa que o jogo foi chamado e foi dito: “Isso é Capoeira” João, então, pediu que ele pudesse aprender. Mestre Barbosa mandou para João Pequeno, que viria a ser seu companheiro mais próximo na Capoeira. João Pequeno mandou para Mestre Pastinha que tinha uma academia famosa no bairro Cardeal Pequeno de Brotas. Este foi rodas de Capoeira céu- Pastinha foram preenchidas com os nomes mais famosos da Capoeira. João pediu permissão para participar de sua academia, e Pastinha aceitou João como um estudante, iniciando um relacionamento que era ter um efeito profundo em sua vida. Com a idade de vinte anos, João estava começando capoeira relativamente tarde na vida. Ele passou a estudar com os outros ensinando na academia de Pastinha, Cobrinha Verde incluído, mas sua influência primária sempre foi, e continua a ser, Pastinha.
Academia de Pastinha Mestre Pastinha e sua academia, João Grande da esquerda

Capoeira Angola muito enriqueceram a vida do Mestre, mas era uma vida difícil para ele e muitos outros capoeiristas da época. A maioria trabalhava longas e duras horas por muito pouco dinheiro, a fim de sustentar a si e suas famílias. Muitos capoeiristas trabalhou nas docas, carga e descarga de navios. Quando nos intervalos e feriados costumavam jogar ou capoeira “vadiar”. Uma definição muito literal de “vadiar” significa ficar sem fazer nada.

Mestre João Grande, eventualmente, tornou-se um capoeirista tão aclamado que quando Carybé, um pintor famoso por sua documentação da Cultura Africano na Bahia, escolheu para fazer estudos de capoeira ele escolheu João Grande como um modelo.

João Grande e João Pequeno são destaque em vários filmes de Capoeira, incluindo uma em que eles demonstram as técnicas de faca do art. Em 1966, João Grande viajou para o Senegal com Mestre Pastinha para demonstrar capoeira no 1º festival Internacional de Artes Negras em Dakar. Ele foi agraciado com o Diploma de Capoeira de Pastinha em 1968 tornando-o um verdadeiro mestre inteiro de Capoeira. Em seguida, ele excursionou pela Europa e Oriente Médio com Viva Bahia, um grupo pioneiro que realizou artes folclóricas afro-brasileiras, como capoeira, samba de roda, maculelê, puxada candomblé e da Rede.
Samba de Roda de Samba de Roda

Eventualmente, a academia de Pastinha caiu em tempos difíceis. Pastinha, velho, doente e quase totalmente cego, foi convidado pelo governo para desocupar o prédio para reformas. Mas, o espaço nunca foi devolvido a ele. Em vez disso, tornou-se um restaurante com entretenimento, agora chamado SENAC. Pastinha morreu falido e amargo sobre seu tratamento, mas nunca se arrependeu vivendo a vida de um capoeirista.
Mestre Pastinha Mestre Pastinha no final de sua vida

Depois de Pastinha morreu, Mestre João Grande parou de jogar Capoeira. Ele continuou a tocar música e dança em shows folclóricos, mas já não realizada capoeira. Ele retornou ao Mestre Moraes e Cobrinha Mansa convenceu-o a sair da aposentadoria em meados de 1980. Ele começou a ensinar com sua organização Grupo Capoeira Angola -Pelourinho. Em 1989, ele foi convidado por Jelon Vieira para visitar os Estados Unidos. Jelon foi o primeiro a apresentar formalmente capoeira para os EUA em 1974. A turnê foi um tremendo sucesso. Em 1990 ele voltou a apresentar Capoeira Angola no Festival Nacional de Artes Negras, em Atlanta, na Geórgia e no Centro de Schomberg para Pesquisas em Cultura Negra em New York City. Mestre João Grande decidiu que gostava os EUA e tem ensinado em Nova York desde então.
Academia de NYC Roda Mestre em NYC

Mestre João Grande tem ensinado milhares de alunos em sua academia e tem sido palco de inúmeras apresentações de Capoeira Angola. Ele viajou a Europa, Brasil, Japão e muitas partes os EUA para ensinar e executar. Em 1995, ele recebeu um doutorado em Letras Humanas de Upsala College, East Orange, NJ. Em 2001, ele foi premiado com o National Heritage Fellowship da National Endowment for the Arts, que é um dos mais prestigiados prémios dados aos praticantes de artes tradicionais em os EUA. Mestre João Grande também gravou um CD de áudio e vários DVDs com si mesmo e seus alunos, bem como outras figuras ilustres da Capoeira Angola.

Fonte: joaogrande.org

 

You can leave a response, or trackback from your own site.

Deixar Mensagem

You must be Logar Para Comentar.